indycar/Divulgação
indycar/Divulgação

Pietro Fittipaldi exalta 1º teste num carro da F-1: 'Foi um dia fantástico'

Brasileiro andou pela primeira vez com o carro da Haas, equipe em que será piloto de teste

O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2018 | 15h53

Pietro Fittipaldi aprovou e comemorou a sua primeira oportunidade num carro de Fórmula 1, nesta terça-feira, no primeiro dia de testes de pneus em Abu Dabi. O brasileiro testou o carro da Haas, equipe da qual será piloto de testes em 2019. "Hoje foi um dia fantástico", exaltou o neto de Emerson Fittipaldi.

"Estou muito feliz com meu primeiro dia em um F-1: foi muito emocionante, o carro é incrível, muito rápido tanto na freada quanto na aceleração e velocidade que você consegue carregar na curva. O F-1 é muito veloz, impressionante como é grudado no chão. É o conjunto perfeito: tudo que você quer em um carro de corrida o F1 tem", comentou Pietro.

O brasileiro de 22 anos completou 54 giros ao longo do dia no circuito de Yas Marina, que recebeu a última corrida do ano no domingo. Em sua melhor volta, ele anotou o tempo de 1min39s201 e ficou na oitava posição geral, à frente de pilotos mais experientes, como o finlandês Kimi Raikkonen, que pilotou pela Sauber, sua equipe para 2019.

Pela manhã, Pietro teve problemas com o carro, que sofreu uma pane eletrônica. Deu apenas 18 voltas no traçado. Mas voltou à tarde para melhorar seu desempenho. "Mesmo com um pequeno problema eletrônico na primeira parte do dia, conseguimos completar mais de 50 voltas, testando várias coisas para 2019, como os novos pneus Pirelli. Fizemos todo o programa e estou bem feliz com nosso desempenho hoje em Abu Dabi", disse Pietro.

Foi a primeira oportunidade do neto de Emerson com um carro de F-1. Outras chances devem surgir nos testes da pré-temporada em Barcelona, entre os dias 18 e 21 de fevereiro e 26 de fevereiro e 1º de março. Pietro também poderá aparecer na pista em eventuais treinos livres da temporada 2019.

A chance de Pietro na pista de Abu Dabi marca o retorno de um brasileiro à categoria. Felipe Massa foi o último piloto do País na F-1, ao encerrar sua trajetória no campeonato, no fim do ano passado. Neste ano, o Brasil não contou com representantes no grid pela primeira vez desde 1970.

O teste de Pietro também marca a volta da família Fittipaldi à F-1. Um membro do famoso clã do automobilismo brasileiro não guiava um carro da categoria desde 1994, com Christian, sobrinho do bicampeão Emerson.

Antes de ser confirmado como piloto de testes da Haas, Pietro competiu em diferentes categorias no automobilismo, como Fórmula E, Fórmula 2, Mundial de Endurance (WEC), Super Fórmula e Indy, na qual disputou seis corridas neste ano.

"Quero agradecer à Haas por esta primeira chance e é muito gratificante saber que vamos trabalhar em toda temporada 2019 fazendo testes, acompanhando os finais de semana de Grande Prêmio e trabalhando no desenvolvimento do carro", projetou Pietro.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.