Piloto da Marussia recebe alta de hospital na Espanha

A piloto de testes da Marussia, Maria de Villota, que perdeu o seu olho direito em grave acidente durante treino no início deste mês, foi liberada do hospital em que estava internada em Madri. Na semana passada, a espanhola já havia deixado um hospital em Cambridge, na Inglaterra.

AE-AP, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 09h05

Segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira pelo Hospital Universitário La Paz, de Madri, "as condições da paciente são boas e ela foi liberada na quarta-feira". O centro médico informou ainda que os médicos descartaram uma cirurgia no cérebro, mas acrescentou que Maria continuará sendo monitorada por especialistas em cirurgia plástica, neurológicos e oftalmológicos.

O grave acidente ocorreu após a pilota colidir com um caminhão de apoio da própria equipe em Duxford, no sul da Inglaterra. Foram realizadas, em seguida, uma série de cirurgias para reparar lesões na cabeça e no rosto da espanhola. Ainda assim, ela perdeu o olho direito.

Maria, de 32 anos, é filha do ex-piloto de Fórmula 1 Emílio de Villota e já havia participado de várias competições de automobilismo - como a Fórmula 3 espanhola, as 24 Horas de Daytona e a Fórmula Superleague - até ser contratada pela Marussia neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1MarussiaMaria de Villota

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.