Piloto espanhol recebe alta de hospital

O piloto espanhol Fernando Alonso, da Renault, recebeu alta do hospital São Luiz, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira. Alonso foi internado no domingo, após um acidente no Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. De acordo com o boletim médico distribuído pela assessoria do hospital, o piloto apresenta contusões no cotovelo, coxa e joelho esquerdos, mas nada grave. O boletim informa que ele não teve qualquer alteração respiratória, circulatória e neurológica enquanto esteve internado. Por conta disso, foi liberado para retornar para a Espanha e, do ponto de vista médico, está pronto para participar da próxima etapa do Mundial, o Grande Prêmio de San Marino, dia 20 de abril.O boletim é assinado pelo diretor médico do GP Brasil, Dino Altmann, e pelo diretor clínico do Hospital São Luiz, Artur Ricca.Apesar do acidente, ele terminou a prova em terceiro lugar e ocupa agora a terceira posição na classificação geral do campeonato, com 14 pontos. O Mundial de F-1 tem a liderança de Kimi Raikonen, com 26 pontos.Alonso acha que não terá problemas para o GP de Ímola. Ao deixar o hospital, disse que até a próxima corrida estará 100% recuperado. "Estou com o moral alto e creio que estou em condições de fazer uma ótima temporada. Vou dar tudo de mim, porque me sinto forte e o carro está muito bem?, disse. O espanhol diz que se lembra bem dos momentos que antecederam a batida, que interrompeu o GP. ?Não deu tempo de nada. Me lembro que duas curvas antes, me chamaram pelo rádio para dizer que eu deveria ir para os boxes. Me perguntaram se eu queria pneus para pista seca ou para chuva. Pedi o de chuva e estávamos nesta discussão quando me deparei com os destroços de um carro no meio da pista?, contou ele.?Quando eu vi a roda, não tive tempo para fazer nada e o golpe foi muito forte contra as proteções da pista à minha esquerda?, acrescentou. ?No instante em que saí do carro após a batida, sentia muitas dores pelo corpo e a única coisa que eu queria fazer era me sentar no chão. Em seguida, ouvia os médicos me dizendo, Fique quieto! Fique quieto!?, contou. O piloto espanhol só soube que havia conquistado o terceiro lugar quando já estava no hospital. ?Fiquei muito surpreso e feliz também. Pensei comigo: três corridas e dois pódios, não está nada mal para um começo de temporada?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.