Reprodução/ Twitter Moto GP
Reprodução/ Twitter Moto GP

Piloto francês é punido após acidente assustador em etapa da MotoGP

Johann Zarco fraturou o punho direito, mas mesmo assim foi considerado culpado pela confusão e vai largar dos boxes

Redação, Estadão Conteúdo

21 de agosto de 2020 | 11h00

A MotoGP teve no último final de semana uma etapa conturbada e cheia de acidentes no circuito de Spielberg, na Áustria. Em um dos mais assustadores, o piloto francês Johann Zarco, da Ducati, teve uma fratura no punho direito e foi submetido a uma cirurgia na última quarta-feira. Nesta sexta, considerado culpado pelo que aconteceu, foi punido pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM, na sigla em francês).

A penalização de ter de largar dos boxes dada pela entidade foi por "condução irresponsável" de Zarco. Ela deve ser cumprida na próxima etapa que o piloto que marcar presença, uma vez que o francês ainda é dúvida para a etapa da Estíria, neste domingo, também em Spielberg, pois se recupera da lesão sofrida no acidente com o italiano Franco Morbidelli, da Yamaha, a mais de 300 quilômetros por hora.

"Os pilotos devem conduzir de forma responsável e sem colocar em perigo os outros concorrentes", informou o Painel de Comissários da FIM em um comunicado oficial divulgado nesta sexta-feira. "Após o incidente envolvendo Johann Zarco e Franco Morbidelli que causou bandeira vermelha, o Painel de Comissários da FIM ouviu os dois pilotos na quinta-feira. Após avaliação, foi determinado que houve pilotagem irresponsável de Johann, o que resultou em uma punição. O francês vai largar do pit-lane na próxima corrida".

No último domingo, na nona volta da corrida no Red Bull Ring, Zarco usou a velocidade de reta para passar Morbidelli na curva 1. O italiano preparou o troco para metros à frente, mas a curva 3 é uma freada forte, onde a velocidade cai de 309 km/h para 63 km/h em um espaço de apenas 244 metros.

Zarco acabou cortando a frente de Morbidelli, que atingiu a Ducati a quase 300 km/h. As motos, porém, seguiram para cruzar a pista, onde os demais pilotos contornavam uma curva de 90° em baixa velocidade. A moto de Morbidelli passou entre Valentino Rossi e o espanhol Maverick Viñales, enquanto que a do francês ficou bem perto de atingir a cabeça do italiano.

Ambos os pilotos saíram andando do acidente, pensando que eles tinham escapado apenas com arranhões e contusões. Nenhuma punição naquele momento foi dada pelo que aconteceu, que foi classificado como um acidente de corrida, mas Morbidelli acredita que isso não foi correto. O italiano classificou Zarco como "meio assassino" e disse que o que foi feito pelo piloto da Ducati mostrava "pouco amor" para ambos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.