Piloto russo estabelece meta cautelosa na Renault

Anunciado como o novo piloto da Renault neste domingo, o russo Vitaly Petrov estabeleceu metas cautelosas para a sua primeira temporada na Fórmula 1. Vice-campeão da GP2 em 2009, o russo nunca pilotou um carro da principal categoria do automobilismo mundial.

AE, Agencia Estado

31 de janeiro de 2010 | 17h19

"Preciso entender como eu devo dirigir um carro da F-1. Primeiramente, preciso completar algumas voltas para sentir esse carro", declarou o primeiro piloto russo da categoria, neste sábado.

Petrov estreará o novo carro da Renault, o modelo R30, já nesta segunda-feira, no primeiro dia de testes da F-1. "Tenho tempo para aprender um pouco mais sobre o carro. Meu primeiro objetivo é terminar as corridas e, então, tentar somar alguns pontos", disse Petrov, cauteloso.

O russo, de 25 anos, começou sua carreira no automobilismo fora do seu país, em 2003, na Formula Renault. Em 2006, ele entrou na GP2, na qual ficou até o ano passado. "Há dez anos, eu nem pensava em Fórmula 1. Nem sabia quem era Schumacher", revelou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1RenaultVitaly Petrov

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.