Werther Santana / Estadão
Werther Santana / Estadão

Pilotos apostam em intervenção da Red Bull em caso de novos incidentes

O australiano Daniel Ricciardo e o holandês Max Verstappen têm permissão para brigarem por posições na pista

Estadão Conteúdo

10 Maio 2018 | 16h10

Depois do frustrante abandono duplo no GP do Azerbaijão, os pilotos da Red Bull acenderam o alerta e admitiram o risco de o chefe de equipe passar a intervir nas disputas internas. Atualmente, o australiano Daniel Ricciardo e o holandês Max Verstappen têm permissão para brigarem por posições na pista.

+ Confira a classificação da Fórmula 1

"Se chegarmos novamente naquele ponto, de tocar rodas e coisas assim, sim, é possível [que ocorra a intervenção], principalmente se o carro que vem atrás é mais rápido", declarou o piloto da Austrália. "Não há qualquer garantida. Eles podem em algum momento decidir que vamos trocar os carros e liberar apenas um deles [para a disputa]."

Ricciardo disse ser contra essa possibilidade. "Eu disse a eles que quero é correr. Não quero apenas seguir o outro carro durante 60 voltas. Não vamos receber ordens de equipe, mas se entrarmos em nova batalha ou perdermos tempo um com o outro, acho que o time tomaria outra decisão para evitar novas disputas de roda com roda."

Para Verstappen, a chefia da Red Bull ainda confia em seus pilotos. "Mas temos que entender que não podemos fazer aquilo de novo", declarou o holandês. "Se batermos de novo, acho que o time vai nos dizer para nos acalmarmos um pouco e apenas seguir um ao outro na pista nas últimas voltas", disse Verstappen, sem esconder a preocupação.

No GP do Azerbaijão, Ricciardo e Verstappen protagonizaram disputa interna do começo ou fim da prova. A corrida, para eles, acabou mais cedo, na 40ª volta, quando Ricciardo tentou ultrapassar o companheiro de equipe, mas acertou em cheio a traseira do holandês. Como consequência, ambos precisaram abandonar o GP em Baku.

Ao fim da prova, eles foram apenas advertidos pelos comissários da prova. Mas não escaparam de um puxão de orelha do chefe da Red Bull, Christian Horner. Neste domingo, a dupla vai se reencontrar na pista, após o incidente da etapa passada.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Red Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.