Pilotos apostam fichas em Schumacher

Pilotos e dirigentes são quase unânimes: Michael Schumacher, da Ferrari, conquistará na madrugada de domingo, no GP do Japão, o seu sexto título mundial. Poucos acreditam em Kimi Raikkonen, da McLaren. E, curiosamente, há quase que um consenso de que a Williams vai ficar com o campeonato dos construtores, apesar de a vantagem na classificação ser da Ferrari, 147 a 144. Para Ralf Schumacher, por exemplo, da Williams, irmão de Schumacher, é simples: "Michael e a Williams serão campeões porque eu vou ganhar a corrida." Já o companheiro de Raikkonen parece resignado: "Eu me surpreenderia se Raikkonen for campeão. Nosso carro tem já dois anos de uso." O modelo MP4/17 da McLaren, base do atual MP4/17D, estreou no GP da Austrália de 2002.Nem todos dão o devido valor, mas há em disputa na prova de Suzuka o Mundial de Construtores também, além do de Pilotos. Ao lado de Raikkonen, o espanhol Fernando Alonso, da Renault, é considerado a maior revelação da Fórmula 1 depois de Schumacher, em 1991. Ele comentou a decisão: "Vai dar Schumacher porque possui muito mais pontos." A mesma opinião tem o holandês Jos Verstappen, da Minardi, mas com o pé na Jaguar, e grande amigo do piloto alemão: "Com nove pontos de vantagem (93 a 82), só um milagre tira o título do Michael."Como tem ocorrido cada vez mais, Juan Pablo Montoya, da Williams, demonstrou nesta sexta-feira, mais uma vez, sua classe: "Não me interessa esse assunto." A seguir empurrou um senhor que buscava seu autógrafo. Alexander Wurz, piloto de testes da McLaren, acredita em Raikkonen. "Não se trata de milagre. Faz 37 etapas que Schumacher não abandona um GP por quebra do carro. Estatisticamente é muito difícil esse recorde não ser quebrado", começou explicando. "Será aqui em Suzuka que irá ocorrer, Raikkonen vai vencer a prova e conquistar o campeonato." Opinião semelhante tem outro finlandês, Keke Rosberg, campeão do mundo em 1992 pela Williams: "É difícil, mas quero lembrar que a pressão toda está em cima de Schumacher, não de Kimi. É Schumacher quem pode perder um título que está tão próximo."Algumas opiniões foram expressadas, mas sem comentários. Patrick Head, da Williams: "Schumacher vence o Mundial de Pilotos e nós o de Construtores." Peter Sauber: "Dá Schumacher." Ove Anderson, diretor da Toyota: "Schumacher e Williams." Paul Stoddart, proprietário da Minardi: "Schumacher e Williams." Geoff Willis, diretor-técnico da BAR: "Schumacher e Williams." Mario Theissen, diretor da BMW: "O piloto com maior número de pontos e nós (Willliams)." Flávio Briatore, diretor da Renault: "Claro que dá Raikkonen" afirmou com um sorriso sarcástico.Jarno Trulli, da Renault, aposta: "Vence Schumacher, sem dúvida, a Ferrari não quebra nunca." E Daniele Audetto, ex-diretor esportivo da Ferrari, na época de Niki Lauda, pensa que não só Schumacher ficará com seu sexto título como a Ferrari com o 13º da sua história, o quinto seguido. "Piloto e equipe são os melhores hoje." David Richards, diretor da BAR: "Schumacher é o melhor de todos e, por isso, será o campeão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.