Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Pilotos da Ferrari estão confiantes em virada na Hungria

Massa e Raikkonen afirmam que a equipe já resolveu os problemas técnicos que os prejudicaram na Alemanha

Mark Ledsom, Reuters

31 de julho de 2008 | 14h30

A Ferrari está pronta para o Grande Prêmio da Hungria, que acontece neste fim de semana, pois resolveu os problemas técnicos que prejudicaram sua performance na Alemanha. A informação foi dada nesta quinta-feira pelos próprios pilotos da escuderia, o brasileiro Felipe Massa e o finlandês Kimi Raikkonen. Inicialmente, a Ferrari não conseguiu explicar sua falta de compasso em Hockenheim, em 20 de julho, quando Massa ficou na terceira posição e Raikkonen na sexta. Com isso, o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, assumiu de forma isolada a liderança do campeonato. Mas, depois de reclamarem dos carros na Alemanha - Massa sofreu com problemas nos freios e Raikkonen com a embreagem -, os dois colegas disseram estar bem mais contentes com os testes da semana passada em Jerez, na Espanha. "Entendemos agora muitas das coisas que aconteceram na última corrida, apesar de não contarmos os detalhes", afirmou Massa já na pista de Hungaroring, em Budapeste. "Tenho certeza de que as coisas serão diferentes nessa corrida, em termos de performance. Isso não significa que será fácil vencer, porque sabemos que a McLaren é bem forte. Mas estou confiante que podemos ser competitivos aqui, o que não aconteceu da última vez." Depois da vencer em sua terra natal, a Grã-Bretanha, e em Hockenheim, o piloto da McLaren tem quatro pontos de vantagem sobre o brasileiro Massa. Já Raikkonen, campeão no ano passado, está em terceiro, com mais três pontos de desvantagem em relação ao companheiro de equipe.No Mundial de construtores, a Ferrari tem 16 pontos de vantagem sobre a BMW Sauber e 19 sobre a McLaren."É fácil dizer que a McLaren é a favorita agora, porque eles venceram as duas últimas corridas, então, de repente, são os reis", disse Massa. "Mas, antes dessas duas corridas, eles não eram os reis e foram bastante criticados. Agora, acabamos de passar da metade do campeonato, há ainda um longo caminho".CIRCUITOO circuito de Hungaroring é um dos mais travados da temporada e não possui muitos pontos de ultrapassagem. Hamilton sabe que garantir um bom lugar no grid de largada é fundamental para ter sucesso no domingo. "O treino de classificação é crucial e a estratégia na corrida também será importante. Além disso, a prova será disputada sob um forte calor e será muito desgastante. Manter a concentração será fundamental", disse o inglês ao site oficial da F-1.Vencedor das duas últimas etapas, o piloto da McLaren se mostrou satisfeito com o rendimento do carro nas últimas corridas. "Só posso dizer que o carro está fantástico e muito divertido de se dirigir", acrescentou.Já Raikkonen declarou disse que está incomodado com a falta de sorte nas últimas cinco provas. "Todos sabem que não estou satisfeito com o resultado das últimas cinco corridas. Fiquei decepcionado em especial com as provas de Canadá, França e Inglaterra. Em cada uma delas, tive a chance de vencer, mas sempre surgia algum problema diferente", assinalou.Já o brasileiro Nelsinho Piquet, da Renault, chega animado à Hungria. O piloto vem de um segundo lugar na Alemanha, seu primeiro pódio na categoria, mas acha difícil repetir o resultado. "Acho que será difícil lutar por outro pódio, pois nossa diferença para as equipes de ponta ainda é muito grande".Já Rubens Barrichello, da Honda, se disse satisfeito com os testes do meio de semana no circuito espanhol de Jerez de la Frontera. O piloto, que venceu na Hungria em 2002, também disse que gosta da pista. "Nosso teste em Jerez foi bom para a aclimatação às condições desta pista. Ganhei aqui em 2002 e subi algumas vezes no pódio. Por isso, sempre é bom voltar à Hungria".Os carros entrarão na pista nesta sexta para os treinos livres, programados para as 5h e 9h de Brasília. No sábado, o treino oficial está marcado para as 9h de Brasília, mesmo horário da largada da prova no domingo. (Com EFE)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.