Pilotos da Ferrari lamentam desempenho em treino: 'Não estamos tão bem'

A Ferrari conseguiu uma "dobradinha" na terceira e na quarta posições entre os mais rápidos deste primeiro dia de treinos livres para o GP do Bahrein de Fórmula 1, que acontecerá no domingo. Kimi Raikkonen foi o primeiro na sessão da manhã, mas acabou com o terceiro tempo no geral. O finlandês reclamou que a equipe siga como segunda força na categoria, atrás da Mercedes.

Estadão Conteúdo

17 de abril de 2015 | 18h00

"Eu ainda não olhei os tempos das voltas na sessão da tarde, mas acho que não estamos tão bem quanto queríamos. A segunda sessão foi um pouco traiçoeira com os ajustes, nós tivemos alguns problemas em lidar e fracassamos em alguns lugares. Vamos analisar os dados para tentar melhorar e fazer um melhor trabalho amanhã", disse, já pensando no treino de classificação.

O alemão Sebastian Vettel também saiu da pista insatisfeito. Nem tanto com o desempenho de sua Ferrari, mas muito mais com o choque que teve com Sergio Perez, da Force India. O tetracampeão da categoria assumiu a culpa pelo acidente e pediu desculpas ao colega.

"Eu saí dos boxes e tive um problema. Eu pisei nos freios, mas houve um erro e eu não consegui brecar propriamente. Então, eu bati no Sergio Perez na curva. Claro que sinto muito, mas eu não poderia fazer qualquer outra coisa no momento. Eu tentei pedir desculpas para o Sergio, mas ele ainda estava sentado no carro", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.