Pilotos da Indy tentam superar trauma

Depois do problemático fim de semana na Alemanha, a Fórmula Indy tenta se animar para a segunda prova da história da categoria na Europa. Se a ameaça de chuva não se confirmar, serão realizados nesta quinta-feira os primeiros treinos livres no oval de Rockingham, em Corby, norte da Inglaterra."Não dá para negar que as provas aqui estão sendo bastante brochantes", assumiu o brasileiro Christian Fittipaldi, da Newman/Haas.Semana passada, a estréia da categoria na Europa chegou a ser ameaçada por causa dos atentados em New York e Washington. A corrida na Alemanha foi realizada, mas terminou com um sério acidente em que o piloto italiano Alessandro Zanardi perdeu as duas pernas."Todo mundo está desanimado com tudo o que aconteceu. Mas como o próprio presidente dos Estados Unidos disse, temos que tentar seguir em frente", afirmou Christian, que luta também para tentar se recuperar na temporada.Christian foi um dos aproveitaram o dia livre nesta quarta-feira para conhecer o autódromo de Corby, no condado de Northamptonshire, autodenominada a "capital da Inglaterra rural". O piloto brasileiro deu uma volta no circuito em um carro de passeio e gostou do que viu. "Assim como na Alemanha, a estrutura é ótima, melhor do que muitos autódromos onde corremos nos Estados Unidos. O circuito é bastante rápido, com retas mais curtas que as da Alemanha, mas curvas mais rápidas", avaliou ele.Christian acredita que o acidente de Zanardi não vai influir no comportamento dos pilotos na prova de sábado. "Acho que aquilo que aconteceu foi destino. É como se alguém estivesse caminhando no Parque do Ibirapuera e fosse atropelado por um caminhão descontrolado que invadisse o local", comparou.Tony Kanaan, companheiro de Alessandro Zanardi na equipe Mo Nunn, também foi ao autódromo. Ele passou os dois últimos dias em Berlim, onde o italiano está internado, e ainda está abalado com o acidente do colega. "Depois de tudo o que aconteceu, vai ser muito difícil para mim correr aqui", avisou. A equipe de Tony Kanaan vai correr com apenas um carro na Inglaterra. Morris Nunn, chefe do time, ainda não decidiu quem vai substituir Zanardi nas provas finais da temporada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.