Mark Baker/AP
Mark Baker/AP

Pilotos elogiam pista finalizada às pressas na Coreia

'Gostei da pista. É larga e tem trechos que lembram circuitos tradicionais', opinou Felipe Massa

AE, Agência Estado

22 de outubro de 2010 | 09h14

O recém-inaugurado circuito de Yeongam trouxe temor aos pilotos antes do primeiro dia de treinos para o Grande Prêmio da Coreia do Sul de Fórmula 1. Havia o receio de que o asfalto se soltasse com a alta velocidade dos carros, já que foi colocado há apenas dois meses e ainda não aderiu com perfeição ao piso. No entanto, após as duas sessões livres desta sexta-feira, o comentário nos boxes era de aprovação à pista.

"O circuito é agradável de conduzir e muito interessante. No primeiro setor você precisa de alta velocidade, no segundo há curvas rápidas e no terceiro, curvas lentas", elogiou o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. "Gostei da pista. É larga e tem trechos que lembram circuitos tradicionais, enquanto outros são como pista de rua", completou Felipe Massa.

O único problema verificado nos primeiros treinos livres foi o excesso de sujeira, algo natural para uma pista que ficou pronta às vésperas do Grande Prêmio e que ainda não está emborrachada. Algumas ondulações também foram notadas, e o choque dos assoalhos de alguns carros com o asfalto deixou alguns pedaços de madeira pelo caminho.

A crítica mais severa foi para o desenho da entrada e saída dos boxes. "É muito estreita", disse o líder do Mundial, Mark Webber, da Red Bull. O companheiro de equipe do australiano, Sebastian Vettel, também reclamou do traçado para a entrada no pit-lane. "Se alguém estiver lento porque entrará aos boxes, trará dificuldades ao carro que vem atrás."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da Coreia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.