Piquet apóia Ferrari no ´caso Rubinho´

Nélson Piquet acha que Rubens Barrichello não fez nada mais que a obrigação ao deixar Michael Schumacher, seu companheiro de Ferrari, ultrapassá-lo alguns metros antes da bandeira quadriculada no GP da Áustria de F-1, domingo passado. Rubinho ficou em terceiro e o alemão em segundo.Leia a íntegra no JT

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.