Arquivo/AE
Arquivo/AE

Piquet deve comprar equipe BMW e garantir Nelsinho na F-1

Tricampeão mundial negocia a compra da equipe que tem Peter Sauber como um dos proprietários, para 2010

Livio Oricchio, enviado especial de O Estado de S. Paulo,

03 de agosto de 2009 | 07h03

NICE - O tricampeão mundial Nelson Piquet deve se tornar um dos donos da equipe BMW em 2010, junto do suíço Peter Sauber, que hoje já é proprietário de cerca de 20% da organização. Assim, o futuro do brasileiro Nelsinho Piquet estará praticamente garantido na Fórmula 1. O piloto não disputa o GP da Europa, no dia 23 de agosto, em Valência - foi demitido pela Renault -, mas no ano que vem sua vaga estaria assegurada na categoria.

Veja também:

linkNelsinho Piquet confirma que foi demitido pela Renault

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Quando escreveu há dois dias no twitter que poderia "quem sabe correr no seu próprio time" e depois disse que estava "brincando", Nelsinho estava falando a verdade. Piquet tenta dar sequência ao que sempre fez com o filho: competir em sua equipe. Foi assim no kart, na Fórmula 3 e na GP2, quando o piloto obteve sucesso. E provavelmente será agora também na Fórmula 1.

A Renault decidiu substituir Nelsinho pelo francês Romain Grosjean no restante da temporada da Fórmula 1. Mas o pai e empresário já está pensando no futuro do piloto, ao negociar a compra da equipe que perderá o apoio da BMW no final desta temporada. As conversas estão avançadas, bem perto de um desfecho.

Em tudo se confirmando, como todas as indicações sugerem, o Brasil volta a possuir uma equipe na Fórmula 1. Primeiro foram os irmãos Fittipaldi, que tiveram a coragem de produzir um carro no Brasil, entre 1975 a 1982. Outro a ter equipe na competição foi Pedro Paulo Diniz, que se tornou sócio da Prost Grand Prix em 2001, temporada em que o time encerrou suas atividades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.