Jason Cairnduff/ Reuters
Jason Cairnduff/ Reuters

Pirelli confirma furo em pneu de Vettel e adia conclusão sobre Raikkonen

Alemão acabou ficando fora do pódio no GP da Inglaterra por causa do problema

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2017 | 14h30

Os pilotos da Ferrari foram surpreendidos nas voltas finais do GP da Inglaterra de Fórmula 1, no domingo passado, por problemas em seus pneus. O finlandês Kimi Raikkonen estava em segundo lugar quando uma falha o levou aos boxes. Falha semelhante fez o alemão Sebastian Vettel perder o lugar no pódio.

Nesta sexta-feira, a Pirelli divulgou suas conclusões após investigar os dois casos. Em relação a Vettel, a fornecedora de pneus confirmou que foi um furo o responsável pelo problema na Ferrari. Apesar do furo, o alemão seguiu na pista, o que acabou destruindo por completo o composto. O furo aconteceu na volta final da corrida disputada no circuito de Silverstone. Por isso Vettel preferiu seguir na pista. Ele perdeu posições por ficar mais lento na pista. Mesmo assim, conseguiu terminar a prova na sétima colocação - estava em terceiro quando sofreu o problema.

No caso de Raikkonen, a Pirelli avisou que ainda não concluiu sua apuração. "O pneu danificado de Kimi Raikkonen demonstrou menos evidências do que pode ter ocorrido, necessitando de mais testes e análises, que estão em andamento no laboratório da Pirelli. Serão necessários mais alguns dias para chegar a uma conclusão definitiva", avisou a fornecedora de pneus da F-1, em comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1PirelliFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.