Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Pirelli define pneus dos GPs da F-1 na Austrália, Bahrein e China

Fornecedora anuncia compostos para as três primeiras etapas do calendário próximo ano

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2017 | 14h30

O ano de 2018 ainda nem começou, mas a Pirelli já definiu quais serão os pneus utilizados pelas equipes de Fórmula 1 nas três primeiras etapas da próxima temporada. Nesta segunda-feira, os pilotos e os times conheceram os tipos de compostos para as corridas na Austrália, no Bahrein e na China.

+ Leia as últimas notícias de velocidade

+ Leia mais sobre esportes

Para a corrida que abre o campeonato, em Melbourne, no dia 25 de março, as equipes poderão escolher entre macios, supermacios e ultramacios. A etapa seguinte, a ser disputada no Circuito de Sakhir no dia 8 de abril, terá os compostos médios, macios e supermacios. E a China, com a corrida marcada para Xangai no dia 15, terá médios, macios e ultramacios.

Assim, a Pirelli não estreará nas três primeiras provas do ano os novos compostos da Fórmula 1 elaborados para 2018: os hipermacios e os superduros. Agora a fornecedora conta com sete tipos disponíveis na categoria, sendo apenas três escolhidos para cada etapa, além, é claro, dos intermediários e dos pneus de chuva.

Pelas regras da F-1, cada piloto precisa guardar um conjunto de pneus do tipo mais macio, daqueles disponíveis para o fim de semana, para o Q3, a última sessão do treino classificatório. Estes terão que ser devolvidos para a Pirelli por aqueles que ficarem entre os dez primeiros. Os demais poderão levar estes compostos para a corrida.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Pirelli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.