Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Pirelli define pneus mais macios para o GP do México de Fórmula 1

Decisão indica que equipes e pilotos devem sofrer um pouco mais com a degradação dos compostos

Estadao Conteudo

13 de julho de 2017 | 15h18

A Pirelli anunciou nesta quinta-feira seus compostos para o GP do México de Fórmula 1, 18ª etapa do campeonato, marcada para o dia 29 de outubro. A fornecedora de pneus da categoria optou por compostos mais macios neste ano, em comparação com a temporada passada.

Foram escolhidos os pneus ultramacios, supermacios e macios. Em 2016, os compostos foram os supermacios, os macios e os médios. A decisão indica que equipes e pilotos devem sofrer um pouco mais neste ano com a degradação dos pneus na corrida que geralmente é disputada sob forte calor.

Pelas regras do campeonato deste ano, cada piloto precisa reservar um jogo de pneus dos mais macios para o Q3, a última sessão do treino classificatório. Terão que devolver este conjunto à Pirelli os pilotos que avançarem ao Q3. Os demais poderão usá-los ao longo da corrida.

Tudo o que sabemos sobre:
VelocidadeFórmula 1Pirelli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.