Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Pirelli renova contrato como fornecedora da Fórmula 1 até 2016

FIA e a Pirelli definiram que as equipes terão que dedicar um dos oito dias de testes exclusivamente aos pneus

Agência Estado

16 de janeiro de 2014 | 10h25

PARIS - A Pirelli permanecerá como fornecedora exclusiva de pneus na Fórmula 1 pelas próximas três temporadas, mesmo após a fabricante italiana enfrentar problemas e críticas durante o último campeonato. O novo acordo com a Federação Internacional de Automobilismo será válido até 2016.

Em julho do ano passado, as equipes realizaram testes no circuito de Silverstone para avaliar os novos pneus que passaram a ser fornecidos, após vários dos compostos da Pirelli estourarem durante a disputa do GP da Inglaterra, no mês de junho, o que provocou a revolta dos pilotos e até uma ameaça de boicote se o problema não fosse imediatamente resolvido.

Mesmo antes dos incidentes do GP da Inglaterra, os outros problemas haviam ocorrido. No GP da Espanha, por exemplo, o desgaste rápido dos compostos levou os pilotos a realizarem quatro pit stops. Mas, independentemente das polêmicas, a Pirelli seguirá com o fornecimento de pneus para as equipes de Fórmula 1 até 2016.

Além disso, para evitar novos problemas, o novo contrato entre a FIA e a empresa italiana definiu alterações no regulamento em relação aos testes de pneus. A partir de 2014, um dos 12 dias de treinos coletivos da pré-temporada da Fórmula 1 será dedicado a testes dos pneus de chuva.

A FIA e a Pirelli também definiram que as equipes terão que dedicar um dos oito dias de testes que terão ao longo do ano exclusivamente aos pneus. "Como acontecia anteriormente, a Pirelli vai continuar a determinar a especificação dos pneus e a gerenciar todos os aspectos de seu desenvolvimento, em estreita colaboração com a FIA e as equipes", anunciou a Pirelli.

O primeiro teste de pré-temporada de 2014, em um período de quatro dias no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha, começará no dia 28 de janeiro . Até agora, McLaren, Ferrari, Mercedes, Williams e Caterham já confirmaram a sua participação nesses treinos, enquanto a Lotus foi a única equipe que anunciou que não estará presente.

A temporada 2014 vai começar no dia 16 de março, com a realização do GP da Austrália, no circuito de Melbourne, nas primeiras das 19 etapas previstas para o campeonato da Fórmula 1.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Pirelli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.