Pista de Cingapura será a mais dura para a Williams até o fim do ano, diz Massa

Depois da boa performance no GP da Itália, Felipe Massa acredita que a Williams terá dificuldades na próxima etapa da Fórmula 1, em Cingapura, no fim de semana. Para o brasileiro, a pista da corrida de domingo é "a mais difícil" para as características do seu carro nesta segunda metade da temporada.

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2015 | 19h00

"Das corridas que ainda faltam nesta temporada, esta é provavelmente a mais difícil para o nosso carro", avalia Massa, referindo-se ao circuito de rua de Cingapura, um dos mais lentos da temporada - desde o início do ano a Williams não tem obtido bons resultados em traçados menos velozes. "Mas isso não significa que não poderemos somar bons pontos."

Massa afirma que a Williams também terá problemas para administrar os pneus num circuito conhecido pelo forte desgaste dos compostos. "Não será fácil encontrar o perfeito acerto e os trabalhos com os pneus, em trocas sendo realizadas nos momentos ideais", comenta o brasileiro.

Companheiro de Massa na Williams, o finlandês Valtteri Bottas também se diz preocupado com as características do traçado. "É uma pista desafiadora porque tem muitas curvas, com estilos diferentes, o que torna muito difícil encontrar o melhor equilíbrio para o nosso carro."

O finlandês cita também o clima de Cingapura como obstáculo no fim de semana. "O calor, a umidade e a intensidade do traçado faz dessa corrida uma das mais exigentes em termos físicos", afirma Bottas, sexto colocado no Mundial de Pilotos, com 91. Massa é o quarto, com 97, após ser o terceiro colocado na corrida em Monza, há duas semanas.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP de CingapuraMassa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.