PM recomenda bolsões de Interlagos

A grande preocupação dos policiais que farão a segurança do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 será com os carros. Não os da corrida, mas os que levarão os cerca de 60 mil torcedores a Interlagos no domingo. Ao todo, 3.400 homens da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros farão a segurança do evento, mas menos de 500 deles ficarão dentro do autódromo."A preocupação é o lado externo", revelou o coronel da PM José Roberto Marques, comandante da operação de segurança do GP Brasil. "No ano passado, os problemas foram furto e roubo de veículos, além da atuação do cambistas."A recomendação da PM para evitar flanelinhas é chegar cedo e estacionar em bolsões de estacionamento identificados e fiscalizados. "Em 2003, eu vi dezenas de pessoas, inclusive com famílias, que permitiam que flanelinhas entrassem no carro para conduzi-los para estacionamentos afastados", contou o coronel Marques. "Isso é muito arriscado. Se percebermos de novo, vamos abordar os veículos e tirar os flanelinhas de dentro deles."O coronel da PM também não recomenda que torcedores aceitem sugestões de flanelinhas para estacionar dentro de residências vizinhas ao autódromo. "O mais seguro é chegar com antecedência, parar em um dos bolsões e usar o serviço de transporte especial para o autódromo", afirmou.Os bolsões especiais para o GP poderão receber mais de 28.000 veículos. Os torcedores podem estacionar no Shopping SP Market, no aeroporto de Congonhas e nas estações do metrô Jabaquara e República, todos interligados ao autódromo por ônibus e microônibus da prefeitura (mais informações em www.cetsp.com.br). Os bolsões próximos do autódromo são ao longo das ruas à direita da avenida Interlagos (sentido bairro), com acesso pela Ponte do Socorro e avenida Robert Kennedy, e ao longo das ruas à direita da avenida do Jangadeiro (lado oposto ao autódromo), com acesso pela Ponte Jurubatuba, avenida Interlagos e praça Batista Botelho.O esquema de segurança será quase idêntico ao do último GP, exceção feita ao fato de que o centro de comando da PM ficará agora no número 5162 da avenida Interlagos, e não mais dentro do autódromo como antes.O patrulhamento dos arredores começou na segunda-feira, quando chegaram os primeiros equipamentos da Fórmula 1, e terminará somente na manhã da segunda após a corrida.No domingo especificamente, serão 1.300 policias envolvidos, sendo 480 dentro do autódromo. A revista na entrada vai barrar caixas térmicas, latas, copos e garrafas de vidro, guarda-chuvas com ponta, fogos de artifício e bandeiras com mastro. Crianças só são admitidas com mais de cinco anos.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2004 | 19h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.