Reuters
Reuters

Por segurança, cinco etapas da F-1 terão largada mais cedo

Depois de acidente com Jules Bianchi, FIA decide antecipar provas na Austrália, Malásia, China, Japão e Rússia para evitar o anoitecer

Estadão Conteúdo

20 de janeiro de 2015 | 12h57

Cinco corridas do calendário da Fórmula 1 de 2015 irão começar uma hora antes do horário inicialmente previsto, em medida tomada por razões de segurança após o grave acidente ocorrido com o francês Jules Bianchi no GP do Japão do ano passado. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta terça-feira que as provas na Austrália, Malásia, China, Japão e Rússia tiveram horário de largada antecipado.

Na esteira das consequências do acidente com Bianchi, que segue inconsciente e em tratamento contínuo depois de sofrer lesões em sua cabeça na batida ocorrida no circuito de Suzuka, em outubro, a comissão de segurança da FIA determinou que nenhuma corrida deve começar "menos de quatro horas antes do pôr do sol ou do anoitecer, exceto em caso de provas noturnas".

De acordo com o comunicado divulgado nesta terça pela entidade que comanda o automobilismo mundial, a prova de abertura da temporada, no dia 15 de março, começará às 16 horas (no horário local), enquanto a largada da etapa da Malásia, segunda prova do ano, em 29 de março, ocorrerá às 15 horas locais.

Os outros três GPs afetados pela mudança começarão às 14 horas. No caso, na corrida da China, palco da terceira etapa de 2015, no dia 12 de abril; na do Japão, em 27 de setembro; e na da Rússia, em 11 de outubro.

Na prova na qual Bianchi perdeu o controle de sua Marussia e se chocou em alta velocidade com a base do guindaste que retirava o carro da Sauber do alemão Adrian Sutil, as condições de visibilidade dos pilotos ficaram prejudicadas por causa da chuva no circuito de Suzuka. E o fato atrasou o término da prova, que também teve o seu horário de largada questionado pelos pilotos, tendo em vista o risco de acabar perto do anoitecer em razão da previsão meteorológica indicar tempo ruim para a corrida naquela ocasião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.