Prefeitura garante que obras continuam

A Prefeitura de São Paulo informou há pouco que as obras no autódromo de Interlagos, para o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, marcado para o dia 1º de abril, não vão sofrer interrupções. A reforma do circuito estava ameaçada por causa de uma liminar concedida nesta sexta-feira pela 4º Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça. Segundo a secretária municipal de Negócios Jurídicos, Anna Emília Cordelli Alves, a liminar concedida nesta sexta-feira refere-se a uma fase das obras que já foi concluída. Ela explicou que a Vértice Engenharia e Arquitetura Promocional SC Ltda sentiu-se prejudicada na fase de abertura dos envelopes no processo licitatório e entrou com recurso na Vara da Fazenda do Município. ?A liminar não tem efeito retroativo. Estamos em outra fase e, portanto, as obras não vão ser paralisadas?, garantiu Anna Emília. ?A Fórmula 1 prossegue, continua?, completou a prefeita Marta Suplicy. ?Eu tenho conhecimento de que tinha tanta coisa esquisita na licitação, que foi feita pela outro governo (durante gestão de Celso Pitta). Aparentemente estava tudo certo e quando fomos ver os preços, não estavam batendo. Fizemos uma tomada de preços e vimos que eles eram absurdos. Então, foi descartada a licitação e feito outro tipo de contratação?, explicou Marta.A prefeita de São Paulo revelou que houve economia de R$ 6 milhões na reforma de Interlagos, já que as obras no autódromo foram orçadas em R$ 26 milhões no governo Pitta e agora vão consumir R$ 20 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.