Mauro Pimentel;/AFP
Mauro Pimentel;/AFP

Premiados por reação da McLaren, Norris e Sainz são confirmados para 2020

O anúncio, precoce, vai acabar com qualquer rumor envolvendo a equipe até o fim do ano.

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2019 | 00h16

Responsáveis pela forte reação da McLaren na Fórmula 1, o britânico Lando Norris e o espanhol Carlos Sainz Junior foram confirmados nesta terça-feira como a dupla de pilotos do time inglês para a temporada 2020. O anúncio, precoce, vai acabar com qualquer rumor envolvendo a equipe até o fim do ano.

O maior beneficiado pela decisão é Norris, de apenas 19 anos. Ele só tinha vínculo com a equipe até o fim da atual temporada. Já Sainz Junior, mais experiente, tinha contrato por "múltiplos anos". Na Fórmula 1, contudo, isso não é garantia de permanência nas equipes.

A dupla foi premiada com a garantia em razão do nível das performances da equipe neste ano. Após acumular fracassos nos últimos três anos, o time inglês se consolidou como a quarta força da F-1, atrás da Mercedes, Ferrari e Red Bull. Tem no momento 20 pontos de vantagem sobre a Renault no Mundial de Construtores.

Norris, o mais jovem piloto britânico a entrar na F-1, é uma das surpresas da temporada. Ele faz a melhor estreia na categoria desde o compatriota Lewis Hamilton, em 2007, pela mesma equipe. O jovem britânico largou nas duas últimas corridas, na Áustria e na França, na quinta posição do grid e somou pontos nas duas etapas.

Sainz Jr., por sua vez, somou pontos em cinco das últimas seis corridas e já figura na sétima colocação do Mundial de Pilotos, com 30 pontos. Norris vem logo atrás, no oitavo posto, com 22, à frente por exemplo de veteranos como o finlandês Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo. Ambos os pilotos da McLaren chegaram ao time nesta temporada.

Sem revelar informações sobre eventuais aumento de salário para os pilotos, a McLaren afirmou que "a dupla se integrou muito bem ao time nos últimos nove meses" e que "manter a dupla para 2020 ecoa o compromisso do time com a consistência e a continuidade, que são os pilares do nosso time em busca da competitividade".

Zak Brown, diretor executivo, reservou elogios aos dois pilotos. "Se eu observar o grid agora, não consigo pensar numa combinação melhor de pilotos que eu gostaria de ter na McLaren", declarou o dirigente, nesta terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1MclarenLando Norris

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.