Buda Mendes/Heineken
Buda Mendes/Heineken

Preocupado com entretenimento, GP de São Paulo terá show de DJs em balão

A apresentação musical deve ser o ponto alto do entretenimento buscado pela organização da corrida brasileira

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2021 | 10h00

Demonstrando maior preocupação com entretenimento e interação com o público, o GP de São Paulo de Fórmula 1 contará com uma apresentação musical incomum no domingo, antes da largada no Autódromo de Interlagos. A corrida será precedida de um show de uma dupla de DJs australiana num balão, a ser erguido a alguns metros do asfalto do circuito.

A dupla de DJs, batizada de NERVO, é formada pelas irmãs gêmeas Olivia e Miriam Nervo, que já trabalharam com o consagrado DJ David Guetta. As australianas fariam um ensaio no próprio balão na quinta, mas a chuva e o forte vento em Interlagos impediram o teste, realizado na área VIP na companhia do também australiano Daniel Ricciardo, piloto da equipe McLaren.

Para domingo, dia da corrida e do show, a previsão é de tempo bom, com sol e temperaturas mais amenas. "Já tocamos em locais únicos e inusitados ao redor do mundo, mas nunca pensamos que faríamos um show sobrevoando o Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Esperamos que todos possam curtir as transmissões", comentou a dupla australiana.

O evento também terá os DJs brasileiros Cat Dealers. Os detalhes da apresentação são mantidos em sigilo. O show será transmitido pelo serviço de streaming de Beatport e F1 Facebook.

A apresentação musical deve ser o ponto alto do entretenimento buscado pela organização da corrida brasileira. Na quarta-feira, em tom de suspende, o novo CEO do GP, Allan Adler, havia prometido mais atenção aos fãs de automobilismo ao longo dos três dias da etapa brasileira da Fórmula 1.

"Vamos ter muito entretenimento e muita novidade neste ano. É uma comemoração. Um ano muito importante, comemorando a vida e a realização do GP graças ao sucesso da campanha de vacinação", dissera Adler.

Para melhorar a interação com o público, a organização instalou no autódromo telões com o dobro do tamanho dos GPs anteriores em São Paulo. Também implantou um "sistema de áudio profissional, preparado para grandes show", na definição de Adler.

Além disso, o GP contratou o experiente e reconhecido jornalista Tino Marcos, ex-Globo, para ser o apresentador do evento. Ele aparece entre um treino e outro nos telões comentando sobre o GP e fazendo entrevistas com ex-pilotos e especialistas.

A decisão de ampliar o entretenimento no GP de São Paulo tem a influência direta do próprio CEO. Adler é conhecido no mundo corporativo pela experiência em organizar grandes eventos esportivos e culturais, principalmente no Rio de Janeiro. Formado em Economia, mas especializado em marketing, ele assumiu o comando da etapa brasileira justamente com a missão de alinhar o GP à Liberty Media, grupo americano de comunicação que adquiriu a Fórmula 1 em 2017.

Desde a mudança em sua cúpula, a F-1 vem investindo pesado em vídeos para redes sociais, interação com o público no ambiente físico e virtual. A investida mais famosa e bem-sucedida até agora é a série produzida em parceria com a Netflix para mostrar os bastidores das corridas, o que vem favorecendo a conquista de novos fãs para a categoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.