Presidente da Ferrari critica provas em circuitos de rua

Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, criticou a proliferação de provas em circuitos de rua. Neste ano, foram realizadas corridas em Valencia e Cingapura, além do tradicional GP de Mônaco. O dirigente ironizou a preferência de Bernie Ecclestone por estas provas. "Dois ou três Montecarlo são demais. Da próxima vez podemos correr no interior do Coliseu, ou talvez dentro do Papado. Isso não é corrida", criticou, em entrevista para a revista inglesa Autosport. Para Montezemolo, provas disputas em circuito de rua não agradam ao público. "Não acho que precisamos de mais barcos e belos cenários. Acho que precisamos é de mais pistas onde é possível ultrapassar e o público possa desfrutar da competição", analisou. Montezemolo defendeu apenas a permanência do GP de Mônaco no calendário da Fórmula 1. "Novas pistas, com boas oportunidades de ultrapassagem. Circuitos de verdade, não circuitos turísticos. Pelo menos Montecarlo tem história", comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.