Divulgação/Departamento de Maldonado
Divulgação/Departamento de Maldonado

Privatização do Anhembi abre chance para Uruguai investir em automobilismo

Após São Paulo cancelar realização de prova da Fórmula E, Punta del Este se organiza para realizar corrida no próximo sábado

Ciro Campos, enviado especial a Punta del Este*, O Estado de S. Paulo

16 de março de 2018 | 07h00

A recusa da prefeitura de São Paulo abriu oportunidade para os uruguaios festejarem. A cidade de Punta del Este recebe neste sábado a sexta etapa da temporada da Fórmula E, categoria da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para carros elétricos. A prova seria disputada no Anhembi até a capital paulista decidir cancelar o evento e abrir espaço para o país vizinho abrir os cofres e investir para ser confirmado no calendário.

+ Fórmula E lança modelo que dispensa troca de bateria

+ Valentino Rossi renova por mais dois anos

Após sediar a prova duas vezes, Punta del Este voltou à categoria graças ao investimento de cerca de R$ 13 milhões do governo do departamento de Maldonado. O retorno da cidade à agenda da Fórmula E foi anunciada com orgulho em dezembro do ano passado, logo após a prefeitura de São Paulo comunicar a desistência em realizar a etapa. A pendência sobre a privatização do Anhembi foi a principal causa da recusa.

"Estamos muito contentes em recuperar a prova", disse o governador de Maldonado, Enrique Antía. Para montar o circuito na orla da Praia Brava de Punta del Este, a prefeitura local organizou um mutirão. Foram necessários os trabalhos de 370 funcionários em turnos das 5h da manhã às 9h da noite para montar a estrutura necessária para o evento, considerado pelas autoridades locais uma vitrine internacional para a cidade.

A corrida se insere um plano da Câmara Empresarial de Maldonado de manter a região com turistas durante março, mês do término do verão e de queda do movimento. O comércio local organiza uma campanha de redução de preços para coincidir com a presença de europeus no fim de semana de realização da prova. A estimativa da prefeitura é da presença de 2 mil estrangeiros na cidade durante os próximos dias.

A Fórmula E utiliza apenas circuitos de rua e realiza todas as sessões de treinos, assim como a corrida, no mesmo dia, para evitar transtornos ao trânsito. O atual campeão da categoria é o brasileiro Lucas di Grassi, que tem entre os pilotos a companhia do compatriota Nelsinho Piquet. A prova uruguaia será no sábado, a partir das 16h.

A estrutura temporária para a realização do E-Prix, como a corrida é chamada, foi instalada ao longo das três últimas semanas. Para atrair o público, os organizadores lançaram uma categoria popular de ingressos, com vendas a partir de aproximadamente R$ 40.

* O repórter viaja à convite da organização do evento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.