'Problema na asa prejudicou minha corrida', diz Massa

Brasileiro terminou apenas na oitava colocação

AE, Agência Estado

28 de julho de 2013 | 15h37

BUDAPESTE - Após conseguir um discreto 8º lugar na Hungria, Felipe Massa atribui seu baixo rendimento a um problema na asa dianteira de sua Ferrari. A falha teria foi causada por um choque com a Mercedes de Nico Rosberg logo na curva 5 da primeira volta do GP disputado em Budapeste.

"A corrida foi difícil da largada até o fim porque desde a primeira volta eu perdi parte da asa dianteira. Naquele momento da corrida, uma parada para trocar a peça não seria interessante. Então decidimos continuar", comentou o brasileiro, que chegou a figurar na quinta colocação na primeira volta.

Depois disso, se manteve entre a 7º e a 10ª posição durante toda a corrida. "Depois do incidente, o equilíbrio nunca mais foi o mesmo. E eu perdi rendimento, os pneus começaram a se desgastar cada vez mais rápido", disse Massa. "Não posso ficar feliz com oitavo lugar".

Fernando Alonso, companheiro de Massa na Ferrari, também ficou insatisfeito com o rendimento da equipe na Hungria. Diante disso, considerou seu quinto lugar um bom resultado. "Acho que fizemos melhor do que podíamos diante das nossas limitações. Mercedes, Lotus e Red Bull estavam mais rápidas que nós", afirmou.

O espanhol acabou sendo investigado ao fim da corrida por ter utilizado as asas móveis (DRS) em locais não permitidos no traçado húngaro. Segundo os comissários, Alonso acionou o mecanismo em três momentos proibidos. O piloto não perdeu seus pontos na prova, mas a Ferrari foi multada em 15 mil euros (cerca de R$ 45 mil).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.