Prost pode decretar falência amanhã

Enquanto na Inglaterra se falava, hoje, que o grupo belga Interbrew, fabricante de algumas das cervejas mais vendidas no mundo, como Tecate, Labatt e Stella Artois, estaria comprando a parte de Alain Prost na Prost Grand Prix, na França os rumores, hoje também, davam conta de que Prost irá pedir amanhã a falência da equipe. Com isso ele ganharia um tempo maior para negociar as pesadas dívidas da organização. Para o site inglês Formula1.com, o belga Bas Leinders, da Interbrew, está próximo de definir a compra dos 51% de Alain Prost na escuderia. O brasileiro Pedro Paulo Diniz é dono de 40% da Prost. Caso tudo dê certo, o alemão Heinz-Harald Frentzen permaneceria na Prost. Em oposição à iminência do acordo sugerido pelo site, na imprensa francesa falava-se que o ex-piloto Alain Prost recorreria à saída da decretação de falência para administrar com seus credores, como a Ferrari, fornecedora de motor e do câmbio, o montante da dívida existente, que segundo se comenta atinge US$ 25 milhões. Prost garantiu também que o programa de construção do modelo AP05, carro que será usado em 2002, se o time competir, "não está atrasado." O francês Henry Durand, ex-McLaren, é o responsável pelo projeto, concebido para o uso do motor e da transmissão Ferrari.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.