Punição a Lewis Hamilton foi justa, dizem pilotos

Na primeira coletiva após a confusão Bourdais, Fisichella, Rosberg e Trulli concordaram com a decisão da FIA

Ansa

11 de setembro de 2008 | 14h02

Lewis Hamilton errou no GP da Bélgica e a penalidade infligida a ele por ultrapassar Kimi Raikkonen foi justa, apesar de um pouco pesada, afirmaram nesta quinta-feira os pilotos da categoria às vésperas do Grande Prêmio da Itália desse domingo. Veja também:  Lewis Hamilton responde às críticas dos pilotos  Alonso diz que concorda com punição a Hamilton    Na primeira coletiva de imprensa oficial para o GP de Monza, Sebastien Bourdais (Toro Rosso), Giancarlo Fisichella (Force India), Nico Rosberg (Williams) e Jarno Trulli (Toyota) defenderam que a punição da FIA foi correta.   "Foi ele quem errou. Poderia talvez ter atacado na próxima curva. Havia muitas chances para fazê-lo", disseram os pilotos.   "Vinte e cinco segundos é uma penalidade dura", disse por sua vez Fisichella, enquanto Rosberg comentou que "a ultrapassagem não influenciou na corrida", se referindo à saída da pista de Raikkonen.   Na coletiva de imprensa estava presente também o piloto brasileiro Felipe Massa que mais uma vez afirmou: "Houve a vantagem, a penalidade foi justa. É o que diz o regulamento".   Com a penalização de 25 segundos, Hamilton acabou caindo da primeira para a terceira posição no GP da Bélgica, deixando a vitória para Massa, que dessa forma diminuiu para apenas dois pontos sua diferença para o piloto inglês, atual líder do campeonato com 76 pontos.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.