Punido, Raikkonen perde três posições e larga em 10.º; Vettel é o pole

Na realidade o finlandês obteve o sétimo lugar no grid, a mesma de Melbourne, mas foi punido pelos comissários por estar mais lento na trajetória de Nico Rosberg

LIVIO ORICCHIO / ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S. Paulo

23 de março de 2013 | 09h34

KUALA LUMPUR - O GP da Malásia já ganhou mais emoção: Kimi Raikkonen, da Lotus, vencedor da etapa de abertura do campeonato, domingo passado, na Austrália, vai largar neste domingo no GP da Malásia apenas na décima colocação. Na realidade o finlandês obteve o sétimo lugar no grid, a mesma de Melbourne, mas foi punido pelos comissários por estar mais lento na trajetória de Nico Rosberg, da Mercedes, que vinha numa volta lançada. O alemão sai em sexto.

Com a mudança, três pilotos sobem uma posição no grid: Jenson Button, da McLaren, em ascensão, agora é o sétimo, o surpreendente Adrian Sutil, da Force India, oitavo, e Sergio Perez, McLaren, nono.

O pole position é Sebastian Vettel, da Red Bull, a 38.ª na carreira. Felipe Massa de novo mostrou-se mais eficiente que o companheiro de Ferrari, Fernando Alonso. Vai largar em segundo, enquanto o espanhol em terceiro. Considerando-se as duas etapas finais da temporada de 2012, nos Estados Unidos e no Brasil, foi a quarta vez seguida que Massa se classifica na frente do espanhol.

E esse é o ponto fraco do exepcional piloto de Oviedo: conviver com um parceiro igualmente capaz, como demonstrou em 2007, na McLaren, com Lewis Hamilton. A sessão que definiu o grid começou com pista seca, passou a molhada e nos instantes finais já quase não havia água no asfalto.

A expectativa na prova do circuito de Sepang cresceu porque todos na Fórmula 1 sabem que a Lotus de Raikkonen é a que melhor explora as características nos novos pneus Pirelli, de breve vida útil. E a exemplo da corrida no circuito Albert Park, domingo passado, os pneus serão determinantes ao longo das 56 voltas da corrida em Sepang. A largada vai ser as 5 horas, horário de Brasília, 16 horas em Kuala Lumpur, a capital do país.

Ao largar em décimo, Kimi pode proporcionar outro show, como na Austrália. O campeão do mundo de 2007, pela Ferrari, disse, antes de saber da punição, desconhecer como seu modelo E21-Renault vai se comportar na prova. “Não tenho referência maior por não conseguir completar séries longas de voltas a fim de saber como os pneus se comportam. Choveu sexta-feira e tive problemas com o Kers (sistema de recuperação de energia). E há também a previsão de que deve chover durante a corrida, como hoje na classificação.”

Se não chover as equipes acreditam que o GP da Malásia terá quatro pit stops, daí vários pilotos, orientados por seus engenheiros, economizarem os pneus para pista seca, em especial os do tipo duro, os que devem permitir maior autonomia em Sepang, “mas não superior a 15 ou 16 voltas”, segundo o engenheiro Gianpaolo Dall'Ara, da Sauber.

Confira o grid atualizado para o GP da Malásia:

1.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min49s674

2.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min50s587

3.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min50s727

4.º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min51s699

5.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min52s244

6.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min52s519

7.º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min53s175

8.º - Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min53s439

9.º - Sergio Perez (MEX/McLaren), 1min54s136

10.º - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), 1min52s970

11.º - Romain Grosjean (FRA/Lotus), 1min37s636

12.º - Nico Huelkenberg (ALE/Sauber), 1min38s125

13.º - Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), 1min38s822

14.º - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), 1min39s221

15.º - Paul Di Resta (ESC/Force India), 1min44s509

16.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), sem tempo

17.º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), 1min38s157

18.º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min38s207

19.º - Jules Bianchi (FRA/Marussia), 1min38s434

20.º - Charles Pic (FRA/Caterham), 1min39s314

21.º - Max Chilton (GBR/Marussia), 1min39s672

22.º - Giedo van der Garde (HOL/Caterham), 1min39s932

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.