Quarto mais veloz, Rosberg exalta dia 'muito produtivo'

Quarto mais veloz, Rosberg exalta dia 'muito produtivo'

Vice-líder do Mundial, alemão se diz surpreso com suavidade do asfalto de Sochi. No domingo, ele tenta recuperar a liderança

Estadão Conteúdo

10 de outubro de 2014 | 13h06

Embora tenha terminado esta sexta-feira de treinos livres do GP da Rússia na quarta colocação, Nico Rosberg qualificou como "muito produtivo" o dia de trabalhos na pista de Sochi, cujo país receberá pela primeira vez na sua história uma prova de Fórmula 1. O piloto da Mercedes minimizou a posição obtida na segunda parte do dia ao revelar que a Mercedes optou por testar um diferente tipo de acerto para o seu carro nesta última sessão, o que o impediu de andar próximo do líder Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe.

"Foi um dia muito produtivo do ponto de vista da engenharia. A equipe decidiu ir em dois diferentes caminhos em termos de acerto. Fiquei com um ajuste muito criativo para o meu carro na segunda sessão livre, o que não funcionou. Então nós iremos voltar para o acerto conservador amanhã (sábado), porque nós vimos que Lewis foi muito rápido com ele", afirmou o alemão.

Já ao comentar como foi andar nesta pista inédita para os pilotos da F1, Rosberg fez vários elogios ao circuito de Sochi e projetou uma possibilidade proporcionada pela sua qualidade.

"A pista é muito boa para se guiar, muito agradável. A curva 3 é muito especial e o asfalto é muito suave, então os pneus duram bastante. Nós não veremos muitos pit stops no domingo, eu acho. E isso é um pouco surpreendente para mim", enfatizou. Vice-líder do Mundial, dez pontos atrás de Hamilton, o alemão lutará pela pole do GP da Rússia a partir das 8 horas (de Brasília) deste sábado. A corrida acontecerá no mesmo horário no domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.