Quinto colocado, Sebastian Vettel vibra com 'corrida divertida' no GP do Canadá

O alemão Sebastian Vettel teve um grande desempenho no GP do Canadá neste domingo, em Montreal. O piloto da Ferrari foi punido no treino classificatório e largou apenas na 18.ª colocação. No entanto, ganhou nada menos do que 13 posições e terminou em quinto lugar na corrida.

Estadão Conteúdo

07 de junho de 2015 | 21h00

"Foi uma corrida divertida. Tive uma boa recuperação, mas obviamente não tinha mais muito o que eu poderia fazer. Nas primeiras voltas, não estava muito feliz com meu desempenho. Fui muito agressivo, mas não encontrava os espaços. Comecei a ficar louco, não tinha uma brecha. Então tive que ter paciência, o que foi uma pena, porque são esse momentos que, se você tem sorte, você ganha cinco, seis, sete e até oito segundos no total do tempo da corrida", comentou.

O tetracampeão mundial ainda lamentou o tempo perdido na parada dos boxes, pois aconteceu algum problema na parte de trás do carro que não soube explicar. Também comentou o toque que deu no compatriota Nico Hulkenberg ao tentar ultrapassá-lo - a direção de prova entendeu que não houve culpa. "Já estava na frente dele e acho que ele freou tarde demais e não consegui fazer a curva", disse.

Mas, no fim das contas, Vettel comemorou o quinto lugar. "Fizemos o nosso melhor e estou satisfeito com a maneira como terminamos a prova. Fico um pouco envergonhado porque se não fosse a punição (perda de cinco posições no grid) poderíamos ter conquistado um lugar no pódio", finalizou.

Além dos carros da Mercedes, quem conseguiu um troféu na corrida foi o finlandês Valtteri Bottas, que terminou na terceira colocação. Foi a primeira vez que a Williams subiu no pódio na temporada.

"Estou muito feliz por nossa equipe. Tivemos a oportunidade de terminar em terceiro e conseguimos. Tivemos a chance de mudar a estratégia no meio da corrida e ir para uma parada nos boxes em vez de duas. Sabíamos que poderia haver um risco, mas nossa equipe sabia o que fazer e deu certo. É muito bom estar de volta entre os três melhores e sabemos que teremos outros bons desempenhos nos próximos Grandes Prêmios devido as melhorias que estamos fazendo", disse o companheiro de equipe do brasileiro Felipe Massa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.