Raikkonen ainda não aposta na McLaren

O piloto Kimi Raikkonen disse nesta quarta-feira que não sabe o que esperar da McLaren no ano que vem antes que as regras da próxima temporada sejam definidas, mas garante que cabe às equipes, e não ao regulamento, tornar o Campeonato Mundial de Fórmula 1 mais equilibrado. "Hoje a Ferrari está um pouco a frente de todos, mas cabe a nós melhorarmos nossos carros", disse o piloto, que acredita que hoje que existe equilíbrio entre a sua escuderia e os carros da BAR e da Renault.Segundo Raikkonen, havia expectativa na McLaren de que o carro deste ano fosse capaz de medir forças as Ferraris. Mas, o modelo apresentou problemas de velocidade no início da temporada que foram melhorados ao longo das corridas, o que não foi suficiente para que a equipe pudesse almejar as primeiras colocações. "Pouco a pouco fomos desistindo deste objetivo", disse o piloto.Apesar da consciência de que será preciso evoluir no ano que vem e de que a situação da temporada está definida, Raikkonen diz que o Grande Prêmio do Brasil, de nenhuma forma, vai servir para testes do que pode ser feito com o carro na próxima temporada. Será, sim, mais uma corrida onde o objetivo é conseguir o melhor resultado possível.Sobre Interlagos, o piloto da McLaren só espera que não aconteça como no ano passado, quando as condições climáticas mudavam o tempo todo e aconteceram muitos acidentes. ?O que eu gostaria é que chovesse ou fizesse sol o tempo todo. Qualquer umas das condições seria boa para mim.? Raikkonen admitiu que ficou um pouco decepcionado por ter comemorado o primeiro lugar no pódio e depois os diretores da prova terem decidido que o vencedor havia sido Giancarlo Fisichella. ?Mas eles, decidiram assim. Lógico que preferia ganhar mas o segundo lugar também foi bom resultado?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.