Clive Mason/AFP
Clive Mason/AFP

Raikkonen celebra liderança no 1º dia de treinos, mas avisa: 'Ainda é só sexta'

Piloto da Ferrari surpreendeu os favoritos Lewis Hamilton e Sebastian Vettel

O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2017 | 20h14

O finlandês Kimi Raikkonen celebrou a liderança no primeiro dia de treinos para o GP do Canadá de Fórmula 1. O piloto da Ferrari surpreendeu os favoritos Lewis Hamilton e Sebastian Vettel nesta sexta-feira, mas fez questão de ser cauteloso ao analisar a prova que acontecerá no domingo, em Montreal.

"Foi um bom dia. As coisas aconteceram tranquilamente e o carro esteve bem com muito e pouco combustível, isto é o principal. Até agora, tudo bem, mas ainda é apenas sexta-feira e obviamente queremos que as coisas melhorem", declarou. "Hoje, nós começamos muito bem, vamos seguir com nosso trabalho usual, tentando melhorar para amanhã."

Raikkonen desbancou Lewis Hamilton, que havia sido o mais veloz da manhã, ao completar sua melhor volta em 1min12s935 na segunda sessão. Só que além de cobrar evolução de seu carro para fazer bonito no domingo, o finlandês reconheceu que as características da pista em Montreal podem influenciar no resultado da prova.

"A natureza do circuito é muito desafiadora, por causa da configuração de pouca estabilidade. Em algumas curvas, como nas chicanes, você precisa ir muito rápido, mas por causa da falta de tração, o carro fica balançando e sempre parece muito escorregadio. Mas na pista, dada as longas retas, para alcançar as melhores voltas você precisa desta configuração", comentou.

Companheiro de Raikkonen na Ferrari, Vettel foi apenas o terceiro mais veloz do dia, ao cravar 1min13s200 na atividade da tarde. Líder do Mundial de Pilotos, o alemão tratou com naturalidade o resultado e explicou que demorou para aprender a lidar com os ajustes do carro nesta sexta.

"Hoje, eu estava lutando com o carro no início, mas no fim, eu entendi o que precisava e fiz o necessário. Amanhã deve ser um dia melhor. Foi um treino interessante. Tentamos fazer nosso melhor, algumas vezes funciona, em outras não. Mas no fim, encontramos a direção certa. Então, vamos ver o que o amanhã nos traz. Mas estou confiante de que seremos melhores", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.