Raikkonen continuará na Ferrari mesmo em nova categoria

Apesar da postura pró-equipe, o finlandês campeão mundial de 2007 diz que gostaria de seguir na Fórmula 1

EFE

19 de junho de 2009 | 12h27

Andrew Winning/Reuters

Kimi Raikkonen acelera sua Ferrari no treino livre da F-1 na Inglaterra nesta sexta, em Silverstone

 SILVERSTONE - O finlandês Kimi Raikkonen afirmou nesta sexta-feira que defenderá a Ferrari, seja dentro ou fora da Fórmula 1.

Veja também:

linkFIA vai recorrer à Justiça contra a Fota e a Ferrari

linkSaída de equipes explode maior crise na história da F-1

linkEquipes da F-1 não podem ter direito a ditar regras, diz FIA

linkFota anuncia a criação de uma competição paralela à F-1

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

No circuito de Silverstone, que receberá o Grande Prêmio da Grã-Bretanha no próximo domingo, o finlandês comentou a decisão das equipes mais tradicionais da categoria - entre elas a italiana - de formar um campeonato paralelo por não concordar com as regras impostas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"É certo que a Ferrari correrá em algum lugar e eu tenho contrato em vigor, por isso pilotarei onde eles estiverem", disse Raikkonen, campeão mundial em 2007.

"Todos gostaríamos de continuar na verdadeira Fórmula 1, mas não depende dos pilotos. O que posso dizer é que correrei onde minha equipe estiver, seja na F-1 ou não", completou.

Apesar disso, Raikkonen gostaria de continuar na Fórmula 1. "É o melhor campeonato do mundo, com os melhores pilotos e escuderias. Seria triste que isto acabasse", apontou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariKimi Raikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.