'Raikkonen deu risada da minha reclamação', diz Vettel

Alemão reclamou de um movimento do finlandês quando tentava fazer uma ultrapassagem na penúltima volta

AE, Agência Estado

28 de julho de 2013 | 13h53

BUDAPESTE - Líder isolado do Mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel teve que se contentar com o terceiro lugar no GP da Hungria, neste domingo. O alemão chegou a figurar em 2º durante boa parte da corrida, mas no final não conseguiu superar o finlandês Kimi Raikkonen. Além de ter de se conformar com a 3ª colocação, o piloto da Red Bull teve que aguentar o desprezo do rival da Lotus ao fim da corrida.

Ao reclamar de um movimento de Raikkonen, quando tentava fazer uma ultrapassagem na penúltima volta, Vettel ouviu risadas do finlandês. Para o alemão, o rival deveria ter dado mais espaço para a conclusão da passagem. "Eu falei para ele, mas ele apenas deu risada", disse.

"No calor do momento, estava bem apertada a disputa na pista. Eu quase perdi o carro, mas o automobilismo é assim mesmo", minimizou Vettel. Raikkonen fez o mesmo. "Eu sabia que meus pneus ainda estavam bons. Então sabia que ele não poderia me ultrapassar na primeira curva. Mas a curva seguinte era mais complicada. Eu me defendi e depois fui para a direita", justificou o finlandês.

"Eu estava muito perto de Kimi. No fim, estávamos bem rápidos nas últimas duas curvas, mas não pude alcançá-lo nas retas", lamentou o piloto da Red Bull. "Fizemos o que podíamos, mas com certeza poderíamos ter feito um pouco mais hoje. Só queria que a corrida fosse um pouquinho mais longa", disse Vettel.

Vettel e Raikkonen seguem dominando o campeonato. O alemão continua liderando, agora com 172 pontos. O finlandês acumula 134, seguido de perto pelo espanhol Fernando Alonso, que tem 133.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.