Raikkonen diz que fará tudo para ajudar Massa na China

Sem chances e criticado pela fraca temporada, atual campeão da Fórmula 1 torce pelo companheiro de equipe

AE, Agencia Estado

15 de outubro de 2008 | 13h02

O finlandês Kimi Raikkonen prometeu que fará tudo que estiver a seu alcance para ajudar Felipe Massa no GP da China, o penúltimo da temporada da Fórmula 1. O brasileiro luta pelo título com Lewis Hamilton, e precisa do companheiro de equipe para superar o inglês no Mundial.Veja também:Finlandês Kimi Raikkonen acusa os pilotos da McLaren"Xangai é uma pista muito exigente, e realmente gosto muito dela. Vamos ver o que podemos fazer aqui, onde venci no ano passado. Nossa meta é fazer uma dobradinha, e farei tudo para ajudar Felipe e a equipe a conquistarem os resultados de que precisamos", disse o atual campeão.Com 63 pontos conquistados, Raikkonen está a 21 de Lewis Hamilton e, a duas provas do fim da temporada, não tem mais chances de conquistar o título. Massa é o vice-líder, com 79 pontos, mas não depende apenas de si mesmo para ser campeão. Caso vença as provas de China e Brasil, ele terá de torcer para que Hamilton não conquiste dois segundos lugares. Por isso, o papel de Raikkonen é importante. Uma dobradinha em Xangai com Hamilton em terceiro deixaria Massa dependendo de uma vitória em Interlagos para ser campeão, qualquer que seja a posição do inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.