Szilard Koszticsak/EFE
Szilard Koszticsak/EFE

Raikkonen espera por pódio da Ferrari no GP da Espanha

'Se conseguirmos ganhar pelo menos três décimos de segundo, poderei brigar por mais que o 6.º lugar', diz

EFE

28 de abril de 2009 | 13h56

HELSINQUE - O finlandês Kimi Raikkonen, companheiro do brasileiro Felipe Massa na Ferrari, espera que as novas mudanças aerodinâmicas no carro levem a escuderia a voltar ao pódio já no Grande Prêmio da Espanha, próxima etapa da Fórmula 1.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especialConfira o calendário da temporada

especialESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Após conseguir os primeiros três pontos da equipe ao chegar em sexto no GP do Barein, Raikkonen confia na evolução do F60 para o início da etapa europeia do Mundial.

"A equipe está trabalhando muito para melhorar o rendimento em Barcelona. Se conseguirmos ganhar pelo menos três décimos de segundo, poderei brigar por mais que o sexto lugar", comentou o finlandês em seu site.

"Sabemos que as outras equipes estão fazendo o mesmo. No entanto, espero que possamos dar um passo maior que as outras escuderias", acrescentou.

Depois do péssimo início de temporada da Ferrari, o pior desde 1981, Raikkonen acha que o GP de Barein foi "um respiro", já que ele e Massa conseguiram completar a prova - o brasileiro acabou como 14.º colocado.

Apesar do otimismo, o finlandês sabe que a escuderia italiana ainda tem muito a melhorar se quiser alcançar o inglês Jenson Button, líder do Mundial pela Brawn GP.

"Antes de pensar em ganhar o campeonato outra vez, temos de ver como andaremos em Barcelona. É óbvio que a situação é complicada, sobretudo porque há um piloto que ganhou três das quatro corridas disputadas", apontou.

"Obviamente não vou me render, mas tenho de voltar a subir ao pódio o mais rápido possível e conseguir um carro mais rápido para poder lutar pela vitória a partir da metade da temporada", destacou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariKimi Raikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.