Raikkonen prevê 'decisão difícil' entre Lotus e Red Bull

Principal aposta para substituir Mark Webber na Red Bull, o finlandês Kimi Raikkonen admitiu nesta quinta-feira que terá uma "decisão difícil" pela frente se precisar escolher entre sua atual equipe, a Lotus, e a Red Bull, que faturou os últimos três títulos da Fórmula 1.

AE, Agência Estado

27 de junho de 2013 | 18h29

"Acho que você sempre buscar o melhor carro. Obviamente, eles mostraram que tem o melhor pacote nestes últimos três anos. Eu não acho que você poderia ir muito além disso", afirmou o piloto, campeão mundial em 2007.

Raikkonen já teve um vínculo com a Red Bull, quando tinha patrocínio da empresa em sua época de Sauber e Ferrari. Por outro lado, o finlandês não esconde a gratidão que tem pela Lotus, que permitiu seu retorno à Fórmula 1, no ano passado.

"Tem sido perfeito [desde que voltei]. Sem eles, obviamente eu não teria voltado para a F1. Não tenho reclamações. Claro que há coisas a serem melhoradas. Mas tenho vivido grandes momentos com a equipe", admitiu o piloto.

Rumores ligavam o nome de Raikkonen à Red Bull desde a temporada passada. Nesta quinta, o anúncio de que Mark Webber vai deixar a categoria no fim deste ano só aumentou os boates sobre uma possível transferência do finlandês para formar dupla com o tricampeão Sebastian Vettel. A própria equipe admitiu que Raikkonen é um dos alvos para a temporada 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Red BullLotusRaikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.