Raikkonen prevê equilíbrio no GP de Mônaco de F-1

Atual campeão da Fórmula 1 acredita que a McLaren e a BMW disputarão posições no pódio

EFE

20 de maio de 2008 | 13h58

O finlandês Kimi Raikkonen, piloto da Ferrari e atual campeão do Mundial da Fórmula 1, acha que o Grande Prêmio de Mônaco, no próximo domingo, será o mais equilibrado de toda a temporada devido às peculiaridades do circuito urbano de Monte Carlo."Acho que a Ferrari será muito competitiva e que os principais adversários serão McLaren e BMW-Sauber. No entanto, podemos ter um resultado surpreendente porque é a corrida mais aberta de todo o ano", afirmou hoje Raikkonen em seu site.Para o atual líder do Mundial de Pilotos, a dificuldade de andar na pista, que não permite o menor erro, torna Mônaco uma das corridas mais complicadas da temporada: "As ruas de Monte Carlo são tão sinuosas e estreitas que você precisa estar especialmente concentrado o tempo todo. Este ano também teremos menos margem de erro porque já não temos controle de tração. Poderemos ter mais acidentes este ano, principalmente se chover", comentou.Raikkonen destacou a importância de conseguir um bom tempo no treino oficial de sábado para chegar à corrida com garantias de vitória. "Conseguir uma boa classificação é importante, mas em Mônaco é uma prioridade. Como é quase impossível ultrapassar, é preciso ficar na liderança", comentou.O piloto finlandês não tem uma boa lembrança da última corrida disputada no Principado: após largar em 16º lugar por conta de um erro na sessão de qualificação, terminou a prova em oitavo. Mesmo assim, o ponto conseguido em Monte Carlo foi crucial no final da temporada porque permitiu que ele vencesse o Mundial justamente com esta vantagem em relação ao inglês Lewis Hamilton e o espanhol Fernando Alonso, pilotos da McLaren.Sobre a corrida de domingo, Raikkonen disse que a Ferrari melhorou muito em relação ao F2007 da temporada passada, como confirmou durante os testes realizados semana passada no circuito de Paul Ricard, na França. "Fomos muito bem nos testes. Testamos diversas coisas novas e melhoramos a regulagem. O carro é mais sólido neste tipo de circuito que ano passado, isso é certo", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.