Raikkonen: quatro corridas, quatro pódios

O piloto mais eficiente neste início de campeonato deu mais um show neste domingo. O jovem Kimi Raikkonen, de 23 anos, da McLaren, conquistou convincente segunda colocação no GP de San Marino, mesmo tendo largado em sexto. Com isso, ainda que não faça pontos dia 4 no GP da Espanha, permanecerá em primeiro na classificação, resultado dos quatro pódios nas quatro primeiras etapas do Mundial. "Quando vi os pilotos da Williams e da Ferrari entrando no box tão cedo na corrida admito que fiquei muito feliz."Ali compreendeu que seus adversários fariam três paradas enquanto ele havia programado apenas duas: razão maior da sua excelente segunda colocação. Rubens Barrichello o colocou sob pressão nas voltas finais. "Não foi fácil." Como prova da sua competência, o experiente David Coulthard, seu parceiro, ficou em quinto, nove segundos atrás do vencedor, enquanto ele cruzou a linha de chegada com apenas um segundo e oito décimos de diferença. Se Raikkonen mantiver sua regularidade - e tem tudo para isso - será duro para Michael Schumacher tirar a diferença de 14 pontos que os separa no campeonato, 32 a 18.E o outro exemplo de eficiência na temporada também não decepcionou em Ímola. O espanhol Fernando Alonso, de Renault, de apenas 21 anos, mais uma vez marcou pontos ao obter o sexto lugar, colocando em xeque o bom conceito de seu companheiro, Jarno Trulli, 13º neste domingo. Alonso soma 17 pontos e está em quarto, apenas um atrás de Schumacher e três na frente de Rubens Barrichello, quinto. E ele vem de um grave acidente em Interlagos. "Não poderia esperar mais de meu carro neste circuito. Já para a prova em meu país, a próxima, estou muito confiante."Juan Pablo Montoya ainda não se achou na temporada. Neste domingo começou a prova num apagado quarto lugar enquanto Ralf, da Williams também, liderava com a dupla de pilotos da Ferrari atrás. "Definitivamente não tive sorte desta vez aqui na Itália. Minha corrida foi decidida no segundo pit stop (30ª volta), quando não entrou gasolina no tanque."Isso o obrigou a entrar novamente no box para reabastecer duas voltas mais tarde. No total fez quatro pit stops. Ralf ainda classificou-se em quarto - marcou pontos em todas as etapas - enquanto o colombiano ficou em sétimo.Poderia...- Gerhard Berger, diretor da BMW, fornecedora de motor da Williams, disse neste domingo que a história do GP de San Marino poderia ser outra se Ralf tivesse mantido o primeiro lugar quando deixou o box depois do primeiro pit stop (16ª volta). "Ralf selecionou uma marcha errada para sair e perdeu segundos vitais." Com Schumacher ultrapassando-o na operação de box, o caminho ficou aberto para a Ferrari voltar a vencer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.