Raikkonen repõe a Ferrari no topo; Massa fica fora outra vez

Kimi Raikkonen provou que aFerrari continua sendo a equipe a ser batida ao vencer, semmuito esforço, o Grande Prêmio da Malásia neste domingo. Depois de uma péssima abertura de temporada na Austrália,onde nem Raikkonen, nem seu companheiro de equipe, FelipeMassa, cruzaram alinha de chegada, a Ferrari ditou o ritmo nocircuito de Sepang, enquanto a rival McLaren lutou por pontos. A 16a vitória na carreira de Raikkonen reduziu a liderançade Lewis Hamilton no campeonato mundial para três pontos, e ofinlandês quer confirmar a sua força no Bahrein, dia 6 deabril. "Essa foi uma semana perfeita", disse o campeão mundial. "Nós tivemos um início de temporada complicado, mas nãoperdemos a confiança na equipe; nós ainda podemos fazermelhor", acrescentou Raikkonen, lamentando que Massa nãotivesse feito a dobradinha da escuderia. As coisas parecem dar errado para o piloto brasileiro.Após bater no muro na primeira volta em Melbourne, jogar DavidCoulthard para fora da pista na volta 25 e abandonar a provaquatro voltas depois, Massa tinha sido muito rápido na Malásia,assegurando a pole-position.Mas ele perdeu a liderança para Raikkonen depois do primeiropit stop, e rodou em seguida ficando com o carro preso na caixade brita. "Na volta 31, eu acertei com força a zebra na saída dacurva 6 e perdi a traseira do carro ao entrar na curvaseguinte", disse Massa. A Ferrari terá que determinar se o erro se deveu a ausênciado controle de tração ou à falta de controle de Massa. "Obviamente esse foi um início de temporada muito difícilpara mim, mas ainda há um longo caminho à frente. Naturalmente,eu espero me recuperar disso logo, começando na próximacorrida, no Bahrein.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.