Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

Raikkonen: satisfeito, mas não feliz, com o pódio

Finlandês culpa falta de aderência na largada pela perda do segundo lugar para Barrichello

24 de maio de 2009 | 12h09

MONTECARLO - Vencedor em 2005, terceiro em 2009, Kimi Raikkonen não se mostrou plenamente feliz com o retorno da Ferrari aos bons resultado. Depois de ser segundo no treino, o finlandês terminou o GP de Mônaco deste domingo na terceira colocação - o melhor resultado da equipe no ano. "Sabe, não estou feliz com o terceiro lugar, mas de qualquer forma estou satisfeito pela reação da Ferrari."

Veja também:

link Button vence a quinta em dobradinha da Brawn em Mônaco

O finlandês também se mostrou decepcionado por ter sido superado por Rubens Barrichello na largada e reclamou da falta de aderência de seu carro. "Não é primeira vez que perco uma posição na largada. Estamos enfrentando muitos problemas com a aderência nesta situação."

Para Raikkonen, a perda da segunda colocação antes da primeira curva foi crucial para vitória de Jenson Button. "Perdemos um pouco de rendimento no começo da corrida por andarmos no ritmo do Barrichello. E a única opção para chegar a vitória era tentar acompanhar o ritmo do Button, mas isto não aconteceu", disse o campeão de 2007, que ainda reclamou do trabalho de box da Ferrari. "Depois, na minha primeira parada, tinha uma boa vantagem para o Barrichello, mas acabei voltando atrás dele novamente."

Embora não tivesse se mostrado empolgado com o rendimento da Ferrari nesta corrida, Raikkonen aposta que a história será diferente na Turquia, onde a equipe venceu as três últimas corridas disputadas lá, todas com Felipe Massa. Na primeira edição, em 2005, quem venceu foi exatamente o finlandês, mas com McLaren.

"Ainda temos muito trabalho a fazer para conseguir o primeiro lugar. Se tivesse conseguido isso no treino de ontem [sábado], a historia teria sido diferente hoje [domingo]. O pessoal está trabalhando duro na fabrica para conseguirmos um bom rendimento na Turquia."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Kimi RaikkonenFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.