Silvia Izquierdo/AP
Silvia Izquierdo/AP

Raikkonen sofre com portão fechado em Interlagos

Após perder o ponto da freada, o piloto da Lotus tentou retornar por trecho antigo do circuito

CIRO CAMPOS, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 19h44

SÃO PAULO - O finlandês Kimi Raikkonen tentou se explicar após protagonizar um momento inusitado no GP do Brasil de Fórmula 1, neste domingo, em Interlagos. Ao perder o ponto da freada da Junção na 52ª volta, o piloto da Lotus tentou retornar por um prolongamento da pista, um trecho antigo do autódromo. Mas um portão fechado no local o fez desistir da ideia e, então, ele deu meia-volta e retornou à pista pelo local de onde tinha saído.

Raikkonen afirmou que o seu visor estava sujo e embaçado e, por isso, se perdeu na curva. "Eu sabia que para voltar à pista eu teria que passar por um portão, como eu fiz certa vez em 2001. Mas neste ano ele estava fechado e eu tive que voltar", disse o finlandês, que terminou a prova deste domingo em décimo lugar.

Este foi o primeiro campeonato do piloto depois de duas temporadas afastado da Fórmula 1, quando se dedicou a provas de rali. O campeão mundial de 2007, conhecido pela frieza, terminou como terceiro colocado na classificação geral e afirmou que o episódio deste domingo o deixa preparado para o GP do Brasil de 2013. "No ano que vem vou verificar se o portão estará aberto novamente", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilRaikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.