Raikkonen volta a testar Ferrari sob chuva em Mugello

Campeão mundial de 2007 completa 42 voltas e na mais rápida delas estabelece a marca de 1min33s920

Agencia Estado

20 de janeiro de 2009 | 15h29

A Ferrari voltou a ser atrapalhada pela chuva no segundo dia de testes no circuito de Mugello. Nesta terça-feira, mais uma vez, o finlandês Kimi Raikkonen teve de treinar com o modelo F60 em pista molhada, sem poder extrair o máximo desempenho do carro e fazer os ajustes que a equipe esperava em possíveis falhas de projeto.O campeão mundial de 2007 completou 42 voltas, e na mais rápida delas estabeleceu a marca de 1min33s920. Raikkonen ainda não conseguiu andar no novo carro com pista seca, mas mostrou-se otimista com as impressões que teve do modelo."É sempre bom guiar um carro novo pela primeira vez. Infelizmente, por causa da chuva, não conseguimos acelerar até o limite, mas essas coisas acontecem. As primeiras impressões foram positivas e, acima de tudo, o importante é que não tivemos problemas mecânicos", disse o piloto.Os testes da Ferrari em Mugello continuam na quarta-feira, com o brasileiro Felipe Massa substituindo Raikkonen ao volante do F60. Enquanto a equipe italiana testa separadamente, as principais rivais estão no circuito do Algarve, em Portugal, para onde a escuderia de Maranello não foi justamente devido à previsão de chuva.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerraritestesKimi Raikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.