Ryan Remiorz/AP
Ryan Remiorz/AP

Raikkonenn pede F-1 mais 'perigosa e emocionante'

Piloto da Ferrari defende carros mais velozes nas pistas

O Estado de S. Paulo

12 de junho de 2015 | 10h06

Se dependesse do piloto da Ferrari, Kimi Raikkonen, a Fórmula 1 mudaria de estilo e seria mais 'perigosa e emocionante'. O corredor vai da contramão dos organizadores da categoria, que nos últimos anos trabalham para deixar as provas mais justas e sem acidentes. Kimi resgata a competição de tempos passados, quando os pilotos eram protagonistas e não os acertos dos carros, mas também quando todos colocam a vida em jogo.

Raikkonnen disse que a categoria "deveria trabalhar também no sentido de criar algo mais emocionante nas pistas, onde as pessoas pudessem apreciar mais a velocidade dos carros e dos pilotos, de modo a tornar as provas mais perigosas." Disse que esses são valores que fazem parte do jogo.

"É claro que não quero ber ninguém ferido, mas temos de tornar as corridas mais emocionantes", declarou o piloto ao ex-corredor Jean Alesi no Canal +, da França. Raikkonenn foi campeão do mundo com a Ferrari em 2007 e, na entrevista, fez referência aos tempos em que a F-1 era mais competitiva e emocionante. "Mas isso já se foi há tempos." O finlandês disse que a F-1 trabalha para tornar os carros mais lentos, quando deveria fazer o contrário. Raikkonenn está em sua segunda temporada depois de sua volta à categoria.

Tudo o que sabemos sobre:
velocidadef-1raikkonennformula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.