Ralf e Montoya questionam FIA sobre regra

O fim de semana da quinta etapa da temporada, o GP da Espanha, começou quente. Os dois pilotos da Williams, Juan Pablo Montoya e Ralf Schumacher, exigem esclarecimentos da FIA a respeito da regra sobre ultrapassagens. Tudo para que eles possam colocar em prática já nesta sexta-feira, nos primeiros treinos livres no Circuito da Catalunha. Ambos disseram que foram prejudicados na corrida anterior, o GP de San Marino, em Ímola. "A regra impõe que podemos trocar de direção apenas uma vez, a fim de defender nossa posição numa disputa com outro piloto. Mas Michael Schumacher joga para a esquerda e depois para a direita, o que caracteriza duas mudanças de trajetória", disse Montoya ainda irritado com o que o alemão da Ferrari lhe fez depois da largada em Ímola.Seu companheiro, Ralf, concorda com a necessidade de deixar as coisas mais claras, mas não perdeu a chance de atacar o colombiano: "Montoya deveria se concentrar em pilotar mais. É irreal ele atacar Michael e fazer o que fez comigo." Logo em seguida a ser fechado por Schumacher, Montoya também deslocou sua Williams para a esquerda, a fim de impedir de ser ultrapassado por Ralf, chegando a jogá-lo na grama. Ralf se sentiu atingido mesmo por Fernando Alonso, da Renault, que na freada da Rivazza, ainda em Ímola, acabou por tocar na sua Williams para assumir a quarta colocação. "Procurei os comissários da prova e eles me disseram que se o seu adversário colocar o carro ao lado do seu, você deve deixá-lo passar."Mas Ralf questiona: "Quanto de lado, isso eles têm de esclarecer." Com o toque de Alonso, Ralf caiu para sétimo. Diante do desempenho da Williams este ano, abaixo do esperado, é pouco provável que Montoya e Ralf disputem a vitória no GP da Espanha.Quem tem possibilidades muito maiores de incomodar Michael Schumacher e a Ferrari, se ambos estiverem num mau dia, algo muito raro, é a dupla Jenson Button-BAR. Button falou nesta quinta-feira o que espera da prova: "Olhando para Ímola, a diferença entre nós e a Ferrari era de oito décimos de segundo por volta. Não dá para tirar essa diferença embora saibamos que aqui naturalmente ela será menor."Frutos - O jovem inglês não acha que Schumacher passeará como no circuito Enzo e Dino Ferrari. "Testamos muito nesta pista e em todos os testes fomos muito rápidos mesmo. Além disso temos refinamentos do pacote aerodinâmico introduzido em Ímola, o que nos faz prever que diminuímos a diferença para a Ferrari." O espaço obtido na imprensa depois da última etapa tem não só agradado Button e o diretor geral da BAR, o competente David Richards, como já trazido benefícios. "Os resultados contribuíram para a definição de novos acordos comerciais e até pilotos de ponta já estão vendo a BAR como opção para suas carreiras", contou Richards.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.