Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ralf não abandona luta pelo título

Semana passada, Ralf Schumacher admitiu, publicamente, que poderia ajudar seu companheiro de equipe e desafeto, Juan Pablo Montoya, a conquistar o título, ?ainda que preferisse que outro Schumacher fosse o campeão", disse, referindo-se a seu irmão, Michael Schumacher, da Ferrari, com quem Montoya luta pela vitória no campeonato. Nesta quarta-feira, porém, Ralf que não marcou pontos nas duas últimas provas, Grã-Bretanha e Alemanha, mudou o discurso. ?Tenho certeza de que posso ainda ser campeão." O alemão da Williams soma 53 pontos, ocupa a quarta colocação, enquanto Michael Schumacher é o líder, com 71, seguido por Montoya, 65, e Kimi Raikkonen, McLaren, 62. A próxima etapa do Mundial será dia 24 na Hungria. Os pilotos e a direção da Ferrari procuram inocentar a Bridgestone na queda de desempenho da equipe, mas seu ex-piloto, Gerhard Berger, hoje diretor da BMW, fornecedora de motores da Williams, foi explícito na sua análise. ?No início da temporada eu apostaria todo meu dinheiro na Ferrari. Mas o que ocorreu? Sua fornecedora de pneus deu um passo errado e outros times assumiram a frente." Apesar do conjunto Williams-Michelin ser hoje mais eficiente que o Ferrari-Bridgestone, tanto Schumacher lidera entre os pilotos como a própria escuderia italiana está em primeiro entre os construtores, com 120 pontos, diante de 118 da Williams.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.