Ralf, o centro das atenções na F-1

De repente, Ralf Schumacher, da Williams, vencedor da última prova do Mundial, dia 10 em Montreal, passou a centralizar mais a atenção da imprensa alemã que seu próprio irmão, Michael Schumacher, da Ferrari. Basicamente, nesta quinta-feira, todos desejam saber uma coisa dele: "Ralf, você entrou na luta pelo título?" O próprio piloto da Williams procurou esfriar os ânimos dos alemães, no circuito de Nurburgring, onde esta sexta-feira começa a ser disputado o GP da Europa. "Nós ainda não temos equipamento para sermos campeões, apenas para vencer uma ou outra corrida."Se com um piloto alemão fazendo sucesso os germânicos já são os que mais investem na Fórmula 1, sendo hoje até os sócios com maior participação na holding que gerencia o negócio, a Slec, o que não ocorrerá se os dois irmãos Schumacher terminarem por lutar pela vitória no campeonato? A imprensa alemã, refletindo o quetionamento da nação, quer saber qual o fôlego de Ralf nessa disputa. Além do próprio piloto já ter desestimulado qualquer sonho dos fãs da dupla, Michael também tratou de deixar sua posição bem clara: "O equipamento de Ralf regularmente apresenta problemas, a luta pelo título será entre eu e David Coulthard (McLaren)." A elevação da temperatura, em Montreal, foi lembrada nesta quinta-feira por Ralf como um dos fatores da excelente performance do conjunto Williams-BMW."Aqui é diferente, vocês sabem, pode até nevar no sábado." O piloto destacou a necessidade de os pneus Michelin, do seu time, contarem com o calor para trabalhar na temperatura ideal e, com isso, oferecer o máximo de aderência. Não faz frio na região do autódromo. A temperatura média nesta quinta-feira ficou em torno dos 17 graus.

Agencia Estado,

21 de junho de 2001 | 15h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.