Rali Dacar tem mais uma morte

Em 2005 o Rali Dacar mantém a tradição de ser o rali da morte. Mais três pessoas morreram em menos de 24 horas, aumentando para cinco o número de baixas na atual edição. Além dos dois motociclistas que davam apoio ao belga René Delaby, atropelados por um caminhão, morreu nesta quinta-feira uma menina senegalesa, de 5 anos - ela fora atropelada há alguns dias por um caminhão.Antes, os motociclistas José Manuel Pérez, da Espanha, e Fabrizio Meoni, da Itália, não suportaram ferimentos após acidentes durante a prova.Na história do rali ? disputado desde 1979 ? o mais mortal foi o de 1986, quando foram registradas sete mortes.» Leia mais sobre o rali Dacar

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.