Rali tem recorde de veículos inscritos

O Rali Paris-Dacar deste ano surpreende pela quantidade de novidades a começar com as oito etapas inéditas inseridas no percurso de 11.092 quilômetros. O número recorde de 607 veículos inscritos, superando os 603, registrado em 1998, provam que, apesar dos protestos de ativistas do meio-ambiente, o evento não perdeu o seu ?glamour? e vem despertando cada vez mais interesse nos competidores. Até o dia 18, data prevista para seu término em Dakar, no Senegal, os pilotos que saem amanhã da cidade francesa Clermont Ferrand percorrerão 17 etapas, distribuídas por sete países: França (2 etapas), Espanha (1), Marrocos (4), Mauritânia (6), Mali (2), Burkina Fasso (1) e Senegal (1). O trecho mais perigoso fica no deserto africano da Mauritânia. ?É muito difícil porque às vezes a gente sai de uma duna e dá de cara com um funil (buraco na areia). Aí o que conta é a habilidade do piloto?, contou o Klever Kolberg, um dos brasileiros que competirá na categoria carros. ?O pior é quando já existe um carro preso dentro dele, o que aumenta ainda mais o risco.? A Mitsubishi continua sendo a equipe favorita para conseguir seu quarto título consecutivo, com o japonês Hiroshi Masuoka, que tenta o tricampeonato no carro. A briga na categoria promete ser acirrada e seu companheiro de equipe, o francês Stephan Peterhansel, é o principal concorrente de Masuoka. Os números do rali também impressionam. Os organizadores estimam que sejam gastos em alimentação 85 mil litros d?água, 1,5 tonelada de pão, 2 toneladas de alface, 1,1 tonelada de peixe, 2 toneladas de legumes, 1,1 tonelada de queijos e iogurte, 1,6 tonelada de frutas frescas e 2,2 toneladas de carne. Como estrutura de apoio, os competidores terão nove helicópteros, 18 aviões, 40 médicos, 150 pessoas da organização, 54 pessoas no restaurante e 110 jornalistas. ?É muita gente. Equipes de ponta contam com até 80 pessoas para dar suporte aos pilotos. E isso faz uma grande diferença na hora de obter um bom resultado?, frisou Kolberg. ?Nós, os brasileiros, que vamos competir no carro, no caminhão e na moto seremos um total de onze.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.